24 de Maio – Dia Nacional do Café

24 de Maio – Dia Nacional do Café

Os brasileiros são tão apaixonados por café que esta bebida tem, desde 2005, uma data exclusiva para ser comemorada: 24 de Maio – Dia Nacional do Café. Incorporada ao Calendário Brasileiro de Eventos por sugestão da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, a data simboliza o início da colheita em grande parte das regiões cafeeiras e é celebrada por produtores, cooperativas, exportadores, cafeterias e pelas indústrias que, em parceria com o varejo, promovem ações locais com lançamentos de novos produtos e realização de degustações nos pontos de venda.

Bebida milenar, o café tem como grande diferencial a capacidade de estar sempre atual e moderno. As indústrias, não só torrefadoras, mas também empresas fabricantes de produtos afins têm investido continuamente em inovação, e hoje são tantas as variedades e marcas de café, máquinas e acessórios à disposição que é possível ter uma pequena cafeteria em casa. Essa é uma das razões das pessoas estarem consumindo mais xícaras de café por dia e diversificando as formas de preparo, adicionando ao café filtrado consumido nos lares, também os cafés expressos, cappuccinos e outras combinações com leite. Outra razão é a melhoria da qualidade do café que vem sendo ofertado aos consumidores.

Pureza e Qualidade

dia-nacional-do-cafe

O mercado brasileiro de café é um dos que mais crescem no mundo. O país é o segundo maior consumidor, após os Estados Unidos. Em 2012 foram industrializados 20,33 milhões de sacas, um crescimento de 3,09% em relação ao ano anterior. Já o consumo per capita registrado em 2012 foi recorde: 4,98 kg por habitante/ano, superando o de 1965 (apurado em 4,72 kg pelo extinto IBC – Instituto Brasileiro do Café). Continua sendo também maior que os da Itália, da França e dos Estados Unidos.

Para 2013, a ABIC projeta um crescimento entre 2,5% e 3,0% em volume, o que elevaria o consumo interno anual para 20,9 milhões de sacas. O crescimento deve ser impulsionado pelas expectativas de retomada do vigor da economia brasileira, pelo crescimento do poder de compra especialmente das classes B, C e D, com destaque para o aumento da renda e do consumo no Nordeste e no Centro Oeste.

Fonte: REVISTA VIRTUAL – Ações dos Associados ABIC no Dia Nacional do Café

O Brasil é o maior exportador de café do mundo!

cafe-no-brasil

Pintura: Café (1934-1935) de Cândido Portinari

O café durante muito tempo foi o principal produto agrícola do Brasil. Ainda hoje é um produto bastante representativo na produção agrícola.  O café é de origem Africana e foi trazido para o Brasil pelo Sargento-mor Francisco de Melo Palheta no início do século XVIII.

Rapidamente o café espalhou-se pelas terras do Paraná, Minas gerais, Goiás e Rio de Janeiro.

Mas foi nas terras férteis de São Paulo (conhecido como ‘terra roxa’) que o café mostrou todo o seu potencial econômico. Já em meados do século XIX, o estado estava entre os primeiros produtores do país. Os “Barões do café”, donos das grandes fazendas de café, além de deterem poderes econômicos, ocupavam cargos importantes na política brasileira. Pergunte a sua professora o que foi a política do “café com leite”?!

Os produtores se uniram e revitalizaram a bebida. O que antes não tinha muita opção, hoje conta com muitas variedades como: forte, suave, orgânico, torrado, moído, solúvel e etc. Além disto, surgiu uma quantidade enorme de cafeterias, revitalizando o hábito de tomar um cafezinho!

Enviar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *