Café com Conhaque e Mel para aquecer o corpo no inverno.

Com a chegada do inverno, dias mais frios vão chegando, nada melhor que uma bebidinha quente para esquentar o corpo.

Para quem adora café e conhaque (proibido para crianças), esta receita cai como uma luva de lã!

 

História do Conhaque

 

História do Conhaque

 

Foi na França, por volta do século XII que surgiu o conhaque.

Ali se produzia um vinho inferior, branco e de graduação alcoólica muito baixa, apreciado na Grã-Bretanha e nos países escandinavos.

Porém, os produtores do vinho tinham dois inconvenientes na produção: ele era muito delicado, se deteriorava rapidamente e também as taxas pesadas que o governo francês aplicava sobre as bebidas exportadas.

Como solução para os problemas, alguns vinicultores decidiram destilar uma parte do vinho.

O álcool obtido, de alta graduação, muito concentrado, seria exportado e o consumidor acrescentaria água, obtendo um novo vinho.

O concentrado também seria utilizado no aumento de graduação alcoólica do vinho branco comum. Porém, uma parte desse álcool, não foi exportada, nem incorporada ao vinho.

Simplesmente, ficou envelhecendo em barris de carvalho. E com o passar do tempo, essa bebida adquiriu uma cor caramelo e perdeu muito de seu ardor.

Nasceu, assim, o conhaque, cujas melhores marcas são produzidas, justamente, em Cognac, uma das cidades de Charente.

Grandes casas produtoras são Remy Martin, Martell, Henessy e Courvoisier.

 

O melhor Conhaque do Mundo

 

O conhaque mais sofisticado do mundo

 

Um dos mais sofisticados e apreciados conhaques do mundo, o Rémy Martin Louis XIII foi criado em 1874 por Paul-Émile Rémy-Martin, um dos sucessores da conceituada família Rémy Martin.

Servida à rainha Elizabeth II em 1957, durante sua visita ao Palácio de Versalhes, na França, esta verdadeira joia líquida é envelhecida em barris de carvalho por até 100 anos, o que lhe confere aroma apimentado, toques amadeirados e harmonia sutil entre figos, gengibre e sândalo.

Avaliado em mais de R$ 30 mil, o Louis XIII é produzido na subregião de Grande Champagne, a mais fértil das seis áreas de cultivo de uvas em Cognac, na França, e envasado em garrafas de cristal Baccarat minuciosamente esculpidas por 11 artesãos.

 

O Conhaque Brasileiro

 

O conhaque brasileiro

 

No mercado brasileiro existe uma infinidade de produtos nacionais que levam o nome genérico de conhaque , mas normalmente são destilados de gengibre, extrato de carvalho, etc, misturados a outros destilados.

Leia atentamente o contrarrótulo da garrafa, e procure pelos ingredientes. Será possível verificar, em alguns casos, que a bebida é resultado de destilado de vinho envelhecido em barrica de carvalho.

Cinco marcas de brandies nacionais foram analisadas pelo site Terra e três selecionadas. O detalhe da falta de informação chama a atenção nos rótulos e contrarrótulos das garrafas.

Apenas um dos exemplares, o brandy da Casa Valduga, indicava tempo de envelhecimento em barricas. Os demais mencionam a passagem pelo carvalho, mas não indicam o tempo.

 

Aprenda a ler o rótulo do Conhaque

 

Aprenda a ler o rótulo

 

O que é um conhaque, exatamente?

Resposta curta: é um brandy feito na região de Cognac, na França.

 

E o que é um brandy?

É um destilado cor de âmbar produzido a partir da mistura de vinhos eaux de vie destilados de uvas e envelhecidos durante pelo menos dois anos.

Todo conhaque é um brandy, mas nem todo brandy é um conhaque.

 

O que as letras dos rótulos significam?

VS (very special): envelhecido em barris durante no mínimo dois anos. Tende a ser mais leve e menos complexo.

VSOP (very superior old pale): envelhecido durante no mínimo quatro anos. Como resultado, é mais escuro e concentrado.

XO (extra old): antes de 2016, esse conhaque era envelhecido durante no mínimo seis anos; agora, o tempo é de no mínimo 10 anos.

 

Receita de Café com Conhaque e Mel

 

Leia também: 13 Receitas de Coquetéis com Café para fazer em casa.

 

Receita de Café com Conhaque e Mel

 

Ingredientes:

  • 40ml de mel.
  • 40ml de conhaque.
  • 80ml de café expresso ou um café bem forte.
  • Chantilly e folhas de hortelã para decorar.

 

Modo de preparo:

  1. Coloque o mel no fundo da taça, de preferência aquecida previamente com água quente.
  2. Em seguida, adicione o conhaque e o café.
  3. Decore com o chantilly e as folhinhas de hortelã.

 

Siga o Café Ouro Negro no Instagram!