Café e água, saiba tudo sobre temperatura, pureza e medida. Nesse post vamos falar da importância da água na  hora de preparar um bom café.

Você já parou para pensar que se a água não estiver na temperatura ideal ou se ficar muito tempo em contato com o pó de café pode produzir um resultado ruim para a bebida?

Caso a água tenha muito cloro ou impurezas, o sabor do café também será afetado. Por isso, o ideal é utilizar água filtrada ou mineral.

Na hora de preparar o café, a atenção é fundamental para que se obtenha uma bebida de qualidade.

Café e água, temperatura, pureza e medida

 

Café e água, temperatura, pureza e medida

 

Segundo a barista e professora Lidiane dos Santos, a Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) recomenda que a proporção na hora de preparar o café coado seja de 80 g a 100 g de pó, para 1 litro de água.

 

Métodos de preparo do café

 

A escolha do método de preparo para a extração do café resultará em intensidades diferentes.

Poderá ser evidenciada acidez ou, até mesmo, um amargor exagerado, que não é da característica do blend ou do tipo de café.

Fatores como diluição, proporção e tempo de contato da água com o pó, até a finalização do preparo, são responsáveis pela estrutura da bebida.

Segundo Lidiane, é importante lembrar que a cafeína é hidrossolúvel, por isso, quanto mais tempo de contato, mais cafeína terá a bebida e, consequentemente, mais amargor.

Dependendo do ponto de torra do café e da intensidade da bebida que se deseja fazer, é possível realizar alterações na receita e na proporção aplicada.

 

Café e água, saiba tudo sobre temperatura, pureza e medida

 

Dicas para o preparo do café

 

Quando o café está muito diluído ou muito concentrado deixa-se de aproveitar tudo o que ele tem de interessante.

É recomendado que a temperatura da água esteja entre 92 °C e 96 °C.

A água fria impede que alguns compostos deixem de ser extraídos do café, o que resulta numa bebida amarga e desequilibrada.

O café precisa de alta temperatura para apresentar todas as substâncias que ele oferece.

Colocar o açúcar na água é uma tradição de algumas pessoas para deixar o café menos amargo, isso faz com que a água demore mais tempo para entrar em ebulição.

Quando se prepara o café com açúcar, não se dá a chance de ele mostrar a sua doçura natural.

Cada método traz algo à xícara que diz muito sobre o café que se está usando; uns deixam o café mais potente, outros, mais delicado.

Os cafés especiais, principalmente, precisam de uma diluição mais suave para que se possa perceber a doçura, a acidez, os sabores e os aromas que eles contêm.

Uma diluição concentrada não favorece a bebida, pois não possibilita perceber as nuances mais delicadas.

É importante sempre medir a quantidade de pó e água na hora de preparar o café.

Sem um padrão na quantidade de colheres e xícaras ou no peso – com o uso da balança –, todo café preparado se torna uma surpresa.

Por exemplo: mais café e menos água resulta numa bebida desequilibrada.

Quanto mais escura for a torra do grão, mais intensa será a bebida.

 

Beber água antes do café

 

Beber água antes do café

 

Em tese, o principal propósito da água que acompanha o café é limpar as papilas gustativas.

Assim como o vinho pede um copo de água para que o seu sabor seja melhor apreciado, o bom café também pede que o paladar esteja limpo.

Neste caso, o copinho de água deve ser ingerido antes do café.

Mas para Georgia Franco de Souza, mestre torradora do Lucca Cafés Especiais, provadora de cafés, a quantidade de água que normalmente acompanha a xícara de café, uma pequena dose, não é o suficiente.

água entra como um acompanhamento do café, igual ao vinho. Por isso, para nós, só aquele pouquinho não serve, explica.

 

Fonte: Revista Expresso

Receitas de Café Gourmet

Guia do Café Expresso

Siga nossa página no facebook

Siga nosso grupo Eu Adoro Café

Envie sua receita!

 

Café Gourmet Ouro Negro

 

 

Veja também!