Por que o Café Gourmet de Minas Gerais é o melhor café?

Quem é um bom apreciador de café já sabe que o Café Gourmet é mais caro do que o tradicional.

O que talvez não saibam é que, mesmo sendo mais caro, o consumo dos cafés especiais tem crescido em proporções bem maiores, em comparação com o café tradicional.

Para ser mais exato, cerca de 15% ao ano, enquanto os tradicionais crescem em torno de 3%, de acordo com a Associação Brasileira de Cafés Especiais.

Essa procura pelo Café Gourmet mostra que o consumidor reconhece que vale a pena pagar mais para receber o retorno em qualidade.

E há muitas razões para que um café especial seja mais caro. Então, prepare uma xícara de café fresquinho e leia o nosso post para descobrir.

Ao final da leitura, você vai até mudar de opinião e concluir que o Café Gourmet não é tão caro assim!

Café Gourmet são comparáveis aos vinhos mais finos, os grand cru, mais raros e exclusivos.

 

Café Gourmet são comparáveis aos vinhos mais finos, os grand cru, mais raros e exclusivos.

 

O que é um café gourmet

 

Na realidade, no caso do café, o adjetivo gourmet é sinônimo de cuidados minuciosos desde o plantio até o momento da degustação.

Todo o processo de produção passa por controle de qualidade, no plantio, colheita e torra, para ser saboreado pelos paladares mais exigentes.

 

Colheita de grãos Café Gourmet

 

Condições de plantio

 

Assim como as uvas precisam crescer sob condições especiais para produzir um vinho de qualidade, os grãos para um café gourmet também.

Regiões com altitude mínima de 1000 metros acima do nível do mar, com temperatura entre 20 a 23 graus e solo apropriados produzem o grão de qualidade superior que compõe um café especial.

As regiões produtoras mais conhecidas mundialmente ficam na África, Havaí, Oriente Médio e América Central e do Sul, especialmente em Minas Gerais.

Como deve ser um Café Gourmet perfeito?

 

Por que o Café Gourmet de Minas Gerais é o melhor café?

 

A colheita dos frutos

 

As condições regionais e climáticas ideais, por si só, não são garantia de qualidade superior, os cuidados precisam continuar na colheita.

É preciso identificar criteriosamente o momento em que o fruto apresenta o ápice de qualidade.

Um fruto verde ou maduro em excesso, por exemplo, vai comprometer a qualidade do produto final.

Receita de Café Gourmet Latte Crocante para fazer em casa.

 

Café Gourmet de Qualidade Tradicional de Minas

 

Seleção de grãos

 

Uma característica importantíssima do Café Gourmet: ele é composto de grãos 100% da espécie Arábica, que apresenta menor acidez e menor teor de cafeína do que os grãos da espécie Robusta.

Após a colheita, que é feita diretamente do pé de café (os frutos que já caíram no chão não entram no gourmet), procede-se à seleção manual dos melhores frutos.

Os defeituosos, verdes ou considerados de baixa qualidade por qualquer motivo, são separados e destinados ao café dito tradicional. Um gourmet só recebe o que é melhor.

Receita de Affogato com café Gourmet em 5 minutos.

 

Secagem, armazenagem e torra do Café Gourmet

 

Secagem, armazenagem e torra

 

A secagem é natural, feita ao sol, em terreiros de cimento ou asfalto, nunca diretamente na terra, que pode acrescentar impurezas aos grãos.

A armazenagem é feita em condições especiais para evitar a umidade excessiva, sempre em nível abaixo de 11%.

Além disso, o local precisa ser fresco e seco para preservar a qualidade dos grãos.

Outro momento delicado é a hora da torra: basta uma falha de cálculo da exposição a altas temperaturas para que a torra além do ponto deixe um gosto amargo, alterando o equilíbrio almejado.

Portanto, a torra determina aroma, corpo, acidez e, logicamente, sabor. Ou seja, mais um motivo que explica porque o Café Gourmet é mais caro.

O Livro de Ouro do Café, 56 receitas para baixar gratuitamente.

 

Café Gourmet 100% Arábica de Minas Gerais, o melhor do Brasil!

 

Nenhum café é gourmet por acaso

 

Ele precisa merecer esse título. A produção dos cafés especiais envolve custos extras, que não entram na composição do preço do café tradicional, por isso o gourmet é mais caro.

No entanto, levando-se em conta a alta qualidade do produto, o preço é bastante compensador. Como bem afirma Angélica Nasciutti, sócia-diretora do Café Ouro Negro, “o café gourmet é um luxo barato”.

Concorda com ela? Acha que o café gourmet é mais caro, mas compensa pelo sabor?

Comente no blog e aproveite para nos contar qual é sua receita favorita de café!

 

Café Gourmet Ouro Negro de Araguari, Minas Gerais, desde 1963

Café Gourmet Ouro Negro do Triângulo Mineiro

 

O Café de Araguari é referência em tecnologia e qualidade; ela é considerada a 23ª cidade do estado de Minas Gerais e a 3ª cidade do Triângulo Mineiro.

Com sua população de mais de 115.000 mil habitantes, é a terceira cidade do Triângulo Mineiro, e a quarta, se considerarmos o Alto Paranaíba.

Produz em média 600.000 sacas/ano, com 90% de suas lavouras irrigadas, um dos cafés de melhor qualidade no Brasil e no mundo, tanto no tipo quanto no sabor.

Os Cafés Ouro Negro e Império, feitos com grãos 100% Arábica, são cafés de alta qualidade e exclusivos.

Um dos pontos que diferencia esses cafés é a sua produção; eles recebem mais atenção com a seleção dos grãos e com o cultivo da planta.

Os Cafés Ouro Negro e Império possuem sabor mais acentuado, envolvente aroma e gosto equilibrado.

Os Cafés Ouro Negro e Império são torrados com precisão de tempo e calor, o que resulta em produtos originais e diferentes dos cafés comuns.

Agora que você já sabe quais as vantagens do Café Gourmet, e que realmente tê-lo na sua casa, clique aqui e encomende o seu!

 

 

Visite nossa loja

Visite nosso Blog

Siga nossa página no facebook

Siga nosso grupo Eu Adoro Café

Envie sua receita!