Ser da roça como dizem muitos por ai, não é ser jeca, nem burro ou muito mesmo ignorante.

Ser da roça, é gostar de acordar cedo para curtir as belas manhãs do campo, ver o lindo sol nascer entre as montanhas, é respirar o ar puro, é ouvir o vento passar entre as árvores, é ver o vizinho e dizer bom dia.

Ser da roça é cavalgar em trilhas desconhecidas, é chegar na casa de alguém e ser recebido de portas abertas com uma boa xícara de café passado na hora, é ser convidado para almoçar e sentar-se a mesa com a família.

Ser da roça é poder deixar seus filhos brincarem no terreiro, nas matas, é ir trabalhar sorrindo e chegar cantando, é andar vestido à vontade sem se preocupar se alguém vai reparar, é pedir ajuda a alguém e saber que será ajudado.

Ser da roça é jantar com a família para contar historias de avós e depois dormir no silêncio da noite.

Ser da roça é ser feliz, curtir a vida, ter amigos de verdade, pescar, brincar, dançar, cantar e muito mais, pois vida da roça não é limitada e você sempre pode ser você mesmo.

Moro na cidade, mas sou da roça e sempre serei!

 

Texto de Valmir Paiva

 

 

Guia do Café Expresso

Visite nosso Blog

Siga nossa página no facebook

Siga nosso grupo Eu Adoro Café

Envie sua receita!

 

Ser da roça é um estado de espírito